Home > Debate, Provas > TCA ou Tentativa de Conseguir vinho Adequado para beber

TCA ou Tentativa de Conseguir vinho Adequado para beber

February 16th, 2008 Rabiscaí! Checa os rabiscos.
Como vimos anteriormente, uma grande dificuldade que os restaurantes (mas também as lojas de vinho) possuem é lidar com a famosa situação em que um cliente declara que o vinho não está bom. Mas há dois lados em toda moeda e, algumas vezes, há REALMENTE algum problema com o vinho.

Certa vez, visitando para jantar com algumas pessoas um reluzente restaurante, após duas ou três garrafas do mesmo rótulo, serviram-nos uma que, de fato, não ia bem. Avisei ao garçon que gostaríamos de uma nova garrafa e este prontificou-se a chamar o maître, em teoria o mais capacitado no assunto, uma vez que a casa não possuía um sommelier.

O maître já se aproximou da mesa “quente”: Há algum problema? – inquiriu ao homem mais velho da mesa, que certamente não era eu. Apontando para mim, meu amigo disse: Não aprovaram o vinho! – ao que o exemplar profissional do serviço de mesa, certamente cansado de ver almofadinhas recusarem garrafas por bel-prazer, sem muita delicadeza me perguntou: Qual é o problema?

Pra resumo de história, muito a contra-gosto (e após fazer-de-conta que provou o vinho) o maître trouxe-nos uma nova garrafa sem me olhar muitas vezes nos olhos.

Existem alguns problemas que podem realmente se apresentar em uma garrafa de vinho, mesmo dos produtores mais conscienciosos e dos restaurantes melhor preparados, sendo que o principal e mais famoso deles é a contaminação por TCA.

TCA (ou 2,4,6 tricloroanisol em quimicalês) é uma substância formada por uma reação química que ocorre naturalmente na cortiça, o material que compõe as rolhas. O grande “perigo” – e o maior problema das rolhas de cortiça – é que esta substância afeta consideravelmente o vinho mesmo em baixíssimas concentrações. Para se ter uma idéia, assume-se que a maior parte das pessoas consegue perceber (mas talvez não identificar) o efeito do TCA em concentrações tão baixas quanto 5 partes por trilhão (ppt), o que seria equivalente, em medida de tempo, a um SEGUNDO em 6.400 ANOS!!!!

O que faz o TCA?

O TCA é o responsável pelo que os especialistas chamam de “bouchonée” – algo como arrolhado, em francês. Por ser freqüentemente decorrente do metabolismo de micro-fungos, a substância nos parece ao nariz desagradável e ofusca os perfumes e os sabores do vinho com outros que normalmente consideramos desagradáveis e normalmente nos fazem pensar em mofo e papelão molhado.

Quão Freqüente é o TCA?

É um assunto polêmico. Diferentes estudos, com diferentes metodologias, mostram variadas porcentagens de contaminação por TCA. Considera-se normalmente que algo em torno de 7% dos vinhos fechados com rolha sejam contaminados por TCA.

Em uma degustação recente em São Paulo, provei vinhos de 17 diferentes regiões de todo o mundo. Eram 23 diferentes rótulos (já excluídos os com vedantes alternativos e não considerando os brancos) que compunham um total de 113 garrafas: desse total, 4 estavam contaminadas, ou seja, algo como 3,5%. Não é estatísco, mas dá pra ter uma idéia.

É possível identificar ou evitar o TCA?

Não para nós meros consumidores… Existem vários estudos e alguns métodos de “eliminação” do TCA na origem, ou seja, na produção das rolhas. Até o momento, a única forma para se descobrir se um vinho foi afetado é abrindo e provando!

Conclusão

Antes de tudo, não se esqueça: não gostar de um vinho não é motivo para devolvê-lo. Se o local em que você adquiriu sua garrafa possui profissionais qualificados, eles poderão avaliar a garrafa suspeita e com prazer irão substituí-la de imediato se o vinho estiver defeituoso.

Em segundo lugar, pense com mais carinho nos vedantes alternativos: eles podem não ter o charme da rolha, mas evitam surpresas desagradáveis na hora de beber seu vinho predileto.

At last but not at least, experimente muitos vinhos! É a melhor forma de aprender sobre eles e identificar problemas.

  1. 18 de February, 2008 at 19:14 | #1

    Didático! Gostei.

  1. No trackbacks yet.