Archive

Arquivos da Categoria ‘Debate’

Em tempos de internet…

Como as desculpas pelo tempo em silêncio já viraram cabeçalho nesse blog, vou passar a saltar essa etapa e ir direto ao assunto.

Alguns já perceberam que as mudanças ainda estão acontecendo, a começar pela migração para um servidor estrangeiro (o que rendeu uns dias fora do ar, mas libertas quae sera tamen, já não tenho restrições de espaço, tráfego nem domínios e tudo por um terço do preço nacional!) e essa cara branca do blog meio sem cuidado, que é pra dar um tempo antes da aplicação do layout que tá no forno (tô esperando… Leia mais...

"A biodinâmica é um embuste"

Pesado, não?

Não é só uma frase de alguém – é o nome de um blog, inteiramente dedicado a desmanchar a imagem que a biodionâmica alcançou e a dimensão quase religiosa com que vem se expandindo. O autor, o enólogo Stuart Smith, decidiu embarcar nessa viagem (sem volta, devo dizer) ao assistir um vídeo de outro enólgo, Mike Benzinger, em que este apresentava o uso de chifres no preparo de compostos como uma “prática camponesa ancestral”.

Baseada nas palestras de Rudolph Steiner, hoje a biodinâmica mistura as linhas de cultivo orgânico e sustentável com uma série de práticas que envolvem homeopatia, astrologia em uma espécie de holística que integra até a agricultura “espiritualmente.” Complicadinho, né. Vocês não viram nem o começo. Leia mais...

Almoço, por favor.

Hoje, como outras vezes, não almocei. Sentado no computador, respondendo e-mails e montando planilhas, beliscando biscoitinhos com café expresso ou chá que diligente e cuidadosamente a Cris veio trazendo ao longo da manhã, só me dei conta da hora de almoçar quando já era tarde e eu teria que passar mais duas horas trancado numa sala. Me lembrei, de imediato, do Hugh Johnson.

Poucas pessoas no mundo têm o misto de experiência, conhecimento, sensibilidade e reflexões sobre vinho e tudo o que lhe circunda como Hugh Johnson, mentor de Jancis Robinson

Agenda de Eventos – Peripécias pelo mundo

Post rápido pra dizer que agora o Peripécias agora tem um calendário de eventos de vinho atualizadíssimo à disposição de quem estiver buscando boas taças para provar. Ao menos por enquanto, estou me concentrando em eventos de porte nacional e internacional e deixando os regionais somente para quando tenho interesse em participar. Se alguém tiver um evento, degustação, feira ou similar para sugerir, fique à vontade: pode ser que seja incluído na agenda.

Vocês vão encontrar coisas de relevo, como a Prowein em Düsseldorf, a… Leia mais...

Maria Thun e a degustação biodinâmica de vinhos

Quando li pela primeira vez que se falava em “degustações biodinâmicas” ao invés de simplesmente “vinhos biodinâmicos”, procurei saber um pouco mais mas não dei muita bola ao assunto. Descartei-o como uma forma de fanatismo ou lobby dos produtores biodinâmicos e não pensei mais nisso.

Gosto muito dos vinhos biodinâmicos em geral: sem entrar no mérito das técnicas de cultivo e produção que caracterizam um grupo cada vez maior de produtores que aplicam os ensinamentos do austríaco Rudolf Steiner, seus vinhos são, em geral, extremamente bem produzidos, ricos em sutilezas aromáticas, equilibrados e representativos… Leia mais...

3o. Aniversário

Puxa vida! Eu tenho feito tanta coisa que DE NOVO o aniversário do blog passou em branco. E eu tinha bolado uma coisa tão legal pra comemorar…

Nem parece, mas já são três anos desse vai-não-vai nos textos, ainda que aqui e ali tenham aparecido coisas que me agradaram muito e, algumas vezes, também aos leitores.

Para quem não viu ainda, tem uma novidade aí no alto há algumas semanas: O Manual de Guerrilha do Bebedor de Vinho. Como parte de uma pesquisa para o trabalho, abri espaço pra que as pessoas que sempre… Leia mais...

Categorias: Debate Tags:

Degustadores e Amadores, Epifanias e Pontuações. Sempre as pontuações.

Venho lendo aos poucos os artigos do livro “Questions of Taste”, uma coletânea de reflexões sobre os mais variados temas do mundo do vinho com um enfoque filosófico, mas com alto potencial de aplicação prática. Esta noite, fiquei feliz em descobrir algumas que me esclarecem ainda mais o problema das pontuações.

Barry Smith, o organizador da coletânea e autor de alguns dos artigos, discorre em um deles sobre a subjetividade da prova e, em especial (ao menos para mim) sobre como as mesmas são diferentes para um degustador experiente e um novato ou apreciador. Barry discorre bastante sobre o quanto céticos se tornam os “amadores” quanto às elaboradas, descritivas e, aparentemente, fantasiosas notas de degustação dos “especialistas”. Ele constrói bem uma base sobre a análise objetiva de vinhos para então dizer: […] Leia mais...

ISTO sim é comunicação eficiente

Nos últimos dias tenho acompanhado com um certo afinco os debates acontecidos e gerados pela conferência WineFuture, em Rioja.

Uma das conclusões que se tirou, em boa parte devido às apresentações de Robert Parker e Ryan Opaz, foi a de que a comunicação dos produtores, distribuidores, etc. com o público é falha.

Não sei se por coincidência, o blog Vinography publicou há poucos dias uma nota sobre um outro blog,  o Spittoon, que trazia uma notícia um tanto bizarra, ainda que divertida: uma rede de supermercados inglesa… Leia mais...

WineFuture, MediaFuture, EducationFuture

Não é em todo lugar que a gente vê pessoas com interesses comerciais relativamente óbvios defenderem a conexão em rede com tanto afinco quanto pudemos ver nas apresentações do WineFuture. E, de fato, quanto mais os apresentadores tinham “responsabilidades” comerciais, menos ênfase colocaram no sistema de rede (embora eu pense que, no caso dos que estavam ali presentes, isso ocorra mais por falta de conhecimento e reflexão sobre o assunto que por simples necessidade de manter o controle sobre a informação).

De todo modo, o que mais me impactou foi o quão reais e… Leia mais...

Sim, eu sei. Tá faltando coisa aqui, né.

Eu sei que eu fico prometendo “agora vai”, mas é que felizmente as coisas andam movimentadas por aqui. Depois de uma semana de cama (oinc, oinc), duas de casamento e lua-de-mel e mais duas de trabalho louco para deixar tudo pronto para o final-do-ano, nada mais óbvio que retomar o trab- quero dizer, recuperar o atraso e a ausência em uma das conferências mais importantes dos últimos tempos no quesito vinho: Wine Future, em Logroño, na Rioja. Leia mais...